Leitura e escrita em espaços coletivos: primeiros passos da ação

Mariana Cortez, Edwin Alexander Sanabria Ospina

Resumo


O projeto de extensão “Vivendo livros latino-americanos na tríplice fronteira: descobrir e resgatar identidades” trabalha nas bibliotecas das escolas públicas da região da tríplice fronteira (Puerto Iguazú, Foz do Iguaçu e Ciudad del Este) com o propósito de contribuir para a reflexão de professores e alunos no que concerne às práticas de leitura e escrita que se desenvolvem nesses espaços coletivos, à formação de professores e à situação do espaço físico e acervo necessário para a promoção da leitura e escrita literária, de forma a integrá-la à dinâmica escolar como ambiente essencial aos processos de aprendizagem. Enfatizamos que nos interessa especialmente contribuir para a consolidação de acervos referentes à literatura latino-americana, bem como propor práticas pedagógicas que valorizem a leitura e a escrita literária como um processo de descoberta e resgate das identidades da fronteira.


DOI: http://dx.doi.org/10.35700/ca.2020.ano7n12.p26-34.2614


Palavras-chave


biblioteca; fronteira; leitura

Texto completo:

PDF XML


DOI: http://dx.doi.org/10.35700/ca202001226-342614

Apontamentos

  • Não há apontamentos.