Esta é uma versão desatualizada publicada em 2018-03-27. Leia a versão mais recente.

Cineclube Surdo: Expressão estética e política de uma minoria linguística

Autores

  • Fabiana Paula Bubniak Instituto Federal de Santa Catarina
  • Saionara Figueiredo Santos Instituto Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.35700/ca20170730-362241

Palavras-chave:

Cinema. Surdo. Cultura Surda.

Resumo

O presente projeto apresentou produções cinematográficas realizadas por sujeitos surdos ou que representem a cultura dessa minoria linguística. O objetivo dessa proposta é apresentar e colocar em discussão as produções audiovisuais 'surdas' para melhor entender de que forma o sujeito surdo se apropria da linguagem cinematográfica e utiliza sua propensão à visualidade para representar sua cultura através do cinema. Para atingir esse objetivo, foi realizada pesquisa de obras cinematográficas de realizadores surdos ou de realizadores ouvintes que representem a cultura surda ao redor do mundo. Posteriormente, foram selecionadas as obras mais expressivas para serem exibidas nas sessões do cineclube. Após cada sessão, foi realizado um debate orientado por questões acerca da linguagem, estética e representatividade do surdo no cinema.

DOI: http://dx.doi.org/10.35700/ca.2017.ano4n7.p30-36.2241

Biografia do Autor

Fabiana Paula Bubniak, Instituto Federal de Santa Catarina

Professora de Produção Audiovisual do Campus Palhoça Bilíngue

Saionara Figueiredo Santos, Instituto Federal de Santa Catarina

Professora de Tradução do Câmpus Palhoça Bilíngue

Publicado

2018-03-27

Versões

Como Citar

Bubniak, F. P., & Santos, S. F. (2018). Cineclube Surdo: Expressão estética e política de uma minoria linguística. Caminho Aberto: Revista De extensão Do IFSC, (7), 30–36. https://doi.org/10.35700/ca20170730-362241

Edição

Seção

Artigos