Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável tornam a prática extensionista inter e multidisciplinar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35700/ca8013-173218

Palavras-chave:

extensão, inclusão, ODS, sustentabilidade, interdisciplinar

Resumo

A professora Maria Santana Ferreira dos Santos Milhomem é Pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e coordenadora do Fórum de Pró-reitores de extensão da região Norte. É doutora em Educação pela Universidade de Brasília (UnB) e mestra em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Tem experiência em pesquisa e extensão com comunidades tradicionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Saberes, decolonialidade, etnia/raça, educação intercultural, violência. 

Maria Santana fala à Caminho Aberto sobre a importância de alinhar os projetos de extensão aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS são um conjunto de 17 metas globais que foram estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Essas metas envolvem temas como pobreza, fome, saúde, educação, meio ambiente, aquecimento global, igualdade de gênero, água, saneamento, entre outros. O propósito é que essas metas, divididas em 169 indicadores, sejam atingidas até 2030. A professora Maria Santana fala como tem incentivado que a Universidade englobe essas metas em seus projetos, contribuindo para o alcance dos ODS.

http://dx.doi.org/10.35700/ca.2021.ano8n15.p14-17.3218

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2021-08-28

Edição

Seção

Entrevista