Aplicação da Educação Alimentar e Nutricional no contexto de uma escola para pessoas com deficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35700/ca8093-1012896

Palavras-chave:

intervenção, alimentação saudável, ensino-aprendizagem.

Resumo

A Educação Alimentar e Nutricional (EAN) tem por finalidade colaborar com a promoção e a melhoria na qualidade da saúde baseada numa alimentação saudável e adequada. Diante disso, o objetivo deste artigo é relatar a aplicação de ações de EAN que visou estimular e desenvolver o interesse pelo consumo de alimentos saudáveis nos escolares inseridos na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Palmas-TO, utilizando diferentes estratégias de atividades lúdicas, com foco no estímulo para adoção de hábitos alimentares saudáveis. Durante as atividades, os alunos demonstraram certa dificuldade quanto ao reconhecimento de alimentos importantes para uma alimentação saudável devido às peculiaridades desses escolares. No entanto, a aplicação de ações de EAN se confirmou como uma importante ferramenta de aprendizagem e promoção da saúde.

http://dx.doi.org/10.35700/ca.2021.ano8n15.p93-101.2896

Biografia do Autor

Johnny Trindade Assis, Universidade Federal do Tocantins

Nutricionista (UFT)

Lynnara Rodrigues Carvalho, Universidade Federal do Tocantins

Nutricionista (UFT)

Caroline Roberta Freitas Pires, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Ciência dos Alimentos (UFLA). Professora da Universidade Federal do Tocantins.

Diego Neves de Sousa, Embrapa Pesca e Aquicultura

Doutor em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Analista da Embrapa Pesca e Aquicultura

Referências

ANVISA. Segurança do paciente: higienização das mãos. Brasília: Anvisa, 2016.

BRASIL. Caderno da Atenção Básica: Programa Saúde na Escola. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

BRASIL. Diretrizes de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_atencao_pessoa_sindrome_down.pdf &gt>. Acesso em: 09 abr. 2020.

BRASIL. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

BRASIL. Lei nº 13.666, de 16 de maio de 2018. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para incluir o tema transversal da educação alimentar e nutricional no currículo escolar. Disponível em: https://bit.ly/3c3x2ug . Acesso em: 04 mar. 2021.

BRASIL. Resolução nº 06, de 08 de maio de 2020. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE. Disponível em: <https://bit.ly/3sHpgwO> . Acesso em: 04 mar. 2021.

CASEMIRO, Juliana Pereira; FONSECA, Alexandre Brasil Carvalho da; SECCO, Fabio Vellozo Martins. Promover saúde na escola: reflexões a partir de uma revisão sobre saúde escolar na América Latina. Revista Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 829-840, 2014.

CHIARELLI, Ligia Karina Meneghetti; BARRETO, Sidirley de Jesus. A importância da musicalização na educação infantil e no ensino fundamental: a música como meio de desenvolver a integração do ser. Revista Recreart, Santiago de Compostela, n.3, 2005. Disponível em:<http://www.iacat.com/revista/recrearte/recrearte03/musicoterapia.htm>. Acesso em: 20 mar. 2020.

CUNHA, Luana Francieli da. A importância de uma alimentação adequada na educação infantil. 32 f. Monografia de Especialização (Ensino de Ciências). Universidade Tecnológica do Paraná, Ibaiti, 2014

CORREIA, Bráulio Rocha; CARVALHO, Gleidson Giordano Pinto de; OLIVEIRA, Ronaldo Lopes; PIRES, Aureliano José Vieira; RIBEIRO, Ossival Lolato; SILVA, Robério Rodrigues; LEAO, André Gustavo. Production and quality of buf from Young bulls fed diets supplemented with peanut cake. Meat science, v. 118, p. 157-163, 2016.

GONÇALVES, Josiane Peres; RIBEIRO, Lizíria Gabriela Soares. Ludicidade no 1º ano do ensino fundamental: percepção e prática das professoras. Educação Unisinos, Campo Grande, v. 18, n. 3, p. 258-270, 2014.

GULARTE, Marcia Arocha. Manual de análise sensorial de alimentos. Pelotas: PREC, 2009.

HEBERLE, Karina. Importância e Utilização das atividades lúdicas na Educação de Jovens e Adultos. 151 f. Trabalho de Conclusão de Pós-graduação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Medianeira, 2011.

HERNANDES, Flávia; VALENTINI, Meire Pereira. Obesidade: causas e consequências em crianças e adolescentes. Conexões, Educação Física, Esporte e Saúde, Campinas v. 8, n. 3, p. 47- 63, 2010.

MAGALHÃES, Cleidilene Ramos. O jogo como pretexto educativo: educar e educar-se em curso de formação em saúde. Revista Interface, Botucatu, v. 11, n. 23, p. 647-654, 2007.

MARQUES, Claudia Luiza. Metodologia do lúdico na prática docente para a melhoria da aprendizagem na educação inclusiva. Revista Eixo, Brasília, v. 1, n. 2, p. 80-91, 2012.

PIRES, Caroline Roberta Freitas; SOUSA, Diego Neves de; KATO, Hellen Christina Almeida; SANTOS, Viviane Ferreira. Metodologias aplicadas na Educação alimentar e Nutricional para o aumento do consumo de pescado na alimentação escolar: relatos de experiências. Palmas: Editora UFT, 2020.

ROSSI, Alessandra; MOREIRA, Emília Addison Machado; RAUEN, Michelle Soares. Determinantes do Comportamento Alimentar: uma revisão com enfoque na família. Revista de Nutrição, Campinas, v. 21, n. 6, p. 739-748, 2008.

SANTOS, Grazielle Gebrim; SOUSA, Juliana Barbosa; ELIAS, Bruna Cristina. Avaliação antropométrica e frequência alimentar em portadores de Síndrome de Down. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde, Londrina, v. 15, n. 3, p. 97-108, 2011.

SANTOS, Irani Gomes dos. Nutrição clínica, esportiva, saúde coletiva e unidades de alimentação e nutrição. São Paulo: Martinari, 2015.

SEIXAS, Sandra Iara Lopes; CORREA, Terezinha de Jesus Sirotheau; NOGUEIRA, Caroline de Souza Fortuna; ZUCHELLI, Marcelle Gonçalves. Atividades de extensão no aprimoramento do processo ensino-aprendizagem na formação de alunos do projeto: “Curso de atualização: aspectosmorfofuncionais e clínicos da cabeça e pescoço”

na Universidade Federal Fluminense UFF. Cidadania em ação: Revista de extensão e Cultura, Florianópolis, n. 2, v. 1, p. 1-11, 2008.

SILVA, Raimundo Paulino da. A escola enquanto espaço de construção do conhecimento. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, n. 139, p. 83-91, 2012.

SULLIVAN, Susan; BIRCH, Leann. Infant dietary experience ad acceplance of solid foods. Pediatrics, v. 93, n. 2, p. 271-277, 1994.

ZUCHETTO, Angela Teresinha; MIRANDA, Talita Barbosa. Estado Nutricional de crianças eadolescentes com deficiências. Revista Digital, Buenos Aires, v. 16, n. 156, 2011.

Downloads

Publicado

2021-08-28 — Atualizado em 2021-10-08

Versões

Edição

Seção

Artigos