Educação científica para crianças por meio da contação de histórias: relato de uma experiência na Educação Infantil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35700/ca80127-1322886

Palavras-chave:

educação científica, educação infantil, contação de histórias, curricularização da extensão.

Resumo

Especialistas em educação científica apontam um crescente desinteresse dos jovens pela ciência. Os resultados do PISA 2018 mostram o Brasil na última posição da América do Sul, juntamente com a Argentina, em letramento científico. Neste relato de experiência, apresenta-se um projeto de extensão que teve como objetivo estimular, por meio de atividades lúdicas, a reflexão científica em crianças da Educação Infantil de uma rede municipal de ensino da Região Norte de Santa Catarina. Como resultados deste projeto, identificou-se o interesse dos alunos pelas atividades de extensão, além da possibilidade de curricularização da extensão.

http://dx.doi.org/10.35700/ca.2021.ano8n15.p127-132.2886

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Básica. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC/SEB, 2019.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Committee on Science Learning, Kindergarten Through Eighth Grade. Taking science to school: learning and teaching science in grades K-8. Washington: National Academy of Sciences, 2007.

PISA: Programme for International Student Assessment. In: ORGANISATION for Economic Co-operation and Development (OECD). [S.l.], 2019. Disponível em: https://www.oecd.org/pisa/. Acesso em: 13 fev. 2020.

POZO, Juan Ignacio; CRESPO, Miguel Ángel Gómez. A aprendizagem e o ensino de ciências. Do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Downloads

Publicado

2021-08-28 — Atualizado em 2021-10-08

Versões

Edição

Seção

Relatos de Experiência