ALTERNATIVA SEMIPRESENCIAL DE EDUCAÇÃO PARA JOVENS E ADULTOS NO CENTRO DE ESTUDOS SUPLETIVOS DE NITERÓI (1976-1986)

Rosa Maria Garcia Monaco Paiva

Resumo


Sob a perspectiva da História da Educação, o objetivo desta pesquisa é analisar o processo de criação, organização e funcionamento do Centro de Estudos Supletivos (CES) de Niterói/RJ, em seu primeiro decênio (1976-1986), como modelo semipresencial, no ensino de 1º Grau, para pessoas acima de dezoito anos. Este projeto de âmbito nacional foi criação do Ministério da Educação e Cultura (MEC) em 1973. A metodologia para a construção do objeto de pesquisa foi a micro-história de Revel (2010), por ser considerada colaboradora para a captação da história por outro jogo de escala. Como fontes de pesquisa foi utilizado o acervo documental do CES de Niterói, a normatização e documentos oficiais e publicações do Jornal O Fluminense. O referencial teórico tem base em Cunha (1991), Patto (1990), Pinto (1993), Fausto (1994), Hobsbawm (1998), Bourdieu (2001), entre outros. Os resultados apontam a relevância desse espaço para o encaminhamento dos alunos naquele período, porém ressalta-se os problemas que impedem uma qualidade efetiva na educação.


Palavras-chave


História da Educação. Centro de Estudos Supletivos de Niterói. Modelo semipresencial. Ensino Individualizado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Lucineia. Educação a Distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, SP, v. 10, p. 83-92, 2011.

ANDRELO, Roseane et al. A utilização do rádio na Educação à Distância (EAD): o Projeto Minerva e o movimento de educação de base. IN: JORNADA CIENTÍFICA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, 1, 2009, São Paulo. Anais... A pesquisa em Comunicação: tendências e desafios. São Paulo, 2009.

BOURDIEU, Pierre. Os excluídos do Interior. In: NOGUEIRA, Maria Alice e CATANI, Afrânio (org.). Escritos de Educação. Rio de Janeiro: Vozes, 2001, p. 217-227.

BRASIL. Lei nº 5.692 de 11 de agosto de 1971. Novas Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2015.

CASTRO, Carmen Lucia Lavaquial Veloso de. Avaliação de Competência e Necessidade de Treinamento para a função de Orientador de Aprendizagem: o caso do Centro de Estudos Supletivos do Instituto de Educação do Estado do Rio de Janeiro (CES-IERJ). 1989. 117 p. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Escola Brasileira de Administração Pública. Rio de Janeiro: FGV, 1989.

NITERÓI. CENTRO DE ESTUDOS SUPLETIVOS DE NITERÓI, Acervo. Fichas de cadastro, de inscrição e de empréstimo de módulos; livros de atas de reuniões, de matrículas e de concluintes do 1º Grau. (1976-1993). Niterói: CES, [199?].

CUNHA, Luiz Antônio. Roda-Viva. In: CUNHA, Luiz Antônio; GÓES, Moacyr de (orgs.). O Golpe na Educação. 7.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1991. p. 35-90. (Brasil os anos de Autoritrismo).

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 1994.

HOBSBAWM, Eric J. Sobre história. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

O FLUMINENSE. Niterói, 1976.

________. Niterói, 1979.

________. Niterói, 1983.

________. Niterói, 1984.

MAFRA, Mario Sérgio. Conhecendo um Centro de Estudos Supletivos. 2. ed. Brasília: MEC/SEPS, 1979/1980.

MELLO, Maria Inês Sarmet Moreira Smiderle. Centro de Estudos Supletivos de Niterói: Proposta de Reformulação de Currículo. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1982. 162 p. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Estudos Avançados em Educação. Disponível em:. Acesso em: 10 out. 2017.

PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: T. A. Queiroz, 1990. (Biblioteca de psicologia e psicanálise, v. 6).

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de adultos. 8. ed. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1993.

PRETI, Oreste. Educação a Distância: uma prática educativa mediadora e mediatizada. In: ________. (Org.). Educação a Distância: inícios e indícios de um percurso. Cuiabá: NEAD, EdUFMT, 1996, p. 25-32.

REVEL, Jacques. Micro-história, macro-história: o que as variações de escala ajudam a pensar em um mundo globalizado. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, 2010.

SILVA, Eurides Brito da. A Teoria e a Realidade da Educação Básica. In: SOUZA, Paulo Nathanael P. de. SILVA, Eurides Brito (orgs.). Educação: Escola – Trabalho. São Paulo: Pioneira, 1984, p. 65-84.

SUCUPIRA, Newton. O conceito de Educação de Adultos. In.: SOUZA, Paulo Nathanael P. de.; SILVA, Eurides Brito (orgs.). Educação: Escola – Trabalho. São Paulo: Pioneira, 1984, p. 85-108.

VARGAS, Sonia Maria de. A Atuação do Departamento de Ensino Supletivo de MEC no Período 1973 – 79. 1984. 118p. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A Revista EJA em Debate está indexada ao Livre!, ao SEER, à Sumários de Revistas Brasileiras e ao Periódicos CAPES

ISSN ELETRÔNICO 2317-1839                     ISSN IMPRESSO - 2316-4417

Qualis: B3