A IMPLANTAÇÃO DO LÚDICO COMO FORMA DE APRENDIZAGEM DE BIOLOGIA A ALUNOS DO ENSINO MÉDIO NA MODALIDADE PROEJA

Mauricio Ramos Lutz, Letiele Bruck de Souza, Moacir Silvestre Mann

Resumo


O lúdico está inserido não apenas no processo de ensino e aprendizagem na educação infantil, como também no de ensino de jovens e adultos. A ludicidade é uma importante ferramenta nesses processos. O objetivo deste trabalho foi o de inserir aulas práticas usando a ludicidade para alunos do Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Jovens e Adultos (PROEJA), utilizando atividades diversificadas dentro de cada conteúdo e ajustadas de acordo com a aprendizagem do educando. A pesquisa foi realizada no Instituto Federal Farroupilha (IFFar), no município de Alegrete/RS, na turma do 1º ano (Etapa I), do curso Técnico em Agroindústria. Para tanto, métodos que despertassem a curiosidade investigativa e questionadora na aprendizagem dos alunos do PROEJA foram aplicados. A educação desses alunos deve ser consolidada em formar indivíduos críticos e pensantes na nossa sociedade, que sejam aptos a atuar e ter sua opinião formada.


Palavras-chave


PROEJA, Biologia, Ensino e aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: . Acesso em: 22 jan. 2017.

BRANDÃO, C. R. Educação Popular. São Paulo: Brasiliense, 1984.

CARDOSO, T. M. G. et al. Atividades Lúdicas com Vídeos Digitais Amadores: Possibilidades para o Ensino de Química. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA E ENCONTRO DE EDUCAÇÃO QUÍMICA DA BAHIA, 15. e 10.,2012, Salvador. Anais ... Salvador: UFBA, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2017.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P.; HORTON, M. O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

HAIDT, R. C. C. Curso de Didática Geral: O uso de jogos. 7. ed. São Paulo: Ática, 2003.

MARTINS, A. B; et al. Desafios da Formação de Professores da Educação de Jovens e Adultos. Revista Educação em Destaque. v. 01, n. 01, p. 1-16, abril de 2008.

MENDONÇA, S. R. P. A matemática nas turmas de PROEJA: O lúdico como facilitador da aprendizagem. Holos, Ano 26, v. 3, p. 136-149, 2010.

ROLIN, A. A. M. et al. Uma leitura de Vygotsky Sobre o Brincar na Aprendizagem e no Desenvolvimento Infantil. Revista Humanidades, Fortaleza, v. 23, n. 2, p. 176- 180, jul./dez. 2008.

SANTOS, S. M. P. O lúdico na formação do Educador. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

SANTOS, S. M. P.; CRUZ, D. R. M. O lúdico na formação do educador. In. SANTOS, S. M. P. (Org.). O lúdico na formação do educador. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1997. p.11-17.

SOARES, M. C. et al. O ensino de ciências por meio da ludicidade: alternativas pedagógicas para uma prática interdisciplinar. Revista Ciências & Ideias, v. 5, n.1, p. 83-105, Jan/Abr de 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A Revista EJA em Debate está indexada ao Livre!, ao SEER, à Sumários de Revistas Brasileiras e ao Periódicos CAPES

ISSN ELETRÔNICO 2317-1839                     ISSN IMPRESSO - 2316-4417

Qualis: B3