PAULO FREIRE E A PEDAGOGIA DA PESQUISA

Afonso Celso Caldeira Scocuglia

Resumo


A pedagogia da pesquisa (da pergunta ou da problematização) constitui alicerce central das propostas educacionais de Paulo Freire e encontra-se presente em toda a extensão da sua obra. Desde o “Método Paulo Freire”, publicizado em Educação como prática da liberdade, que parte da pesquisa do universo vocabular dos alfabetizandos, até os últimos escritos publicados em Pedagogia da autonomia ou Pedagogia da esperança, a pergunta e a pesquisa ocupam seu núcleo central. Freire crítica incisivamente a “pedagogia da resposta” que norteia as nossas aulas de aulas em todos os níveis. Tal crítica é reiterada em Por uma pedagogia da pergunta, entre as reflexões direcionadas a essa temática. Por outro lado, a “problematização” pela via dialógica, ao contrário da “educação bancária”, caracteriza suas propostas em Pedagogia do oprimido. Ademais, o processo de aprendizagem e aquisição de conhecimento (e de conscientização) é produzido, para Freire, pela problematização em torno do conteúdo pesquisado e circunstanciado pelo currículo educacional e este, por seu turno, encontra-se inserido no contexto social, político e cultural vivenciado pelos educandos.


Palavras-chave


pesquisa, obras de Paulo Freire, aprendizagem e conhecimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A Revista EJA em Debate está indexada ao Livre!, ao SEER, à Sumários de Revistas Brasileiras e ao Periódicos CAPES

ISSN ELETRÔNICO 2317-1839                     ISSN IMPRESSO - 2316-4417

Qualis: B3